Compartilhando conhecimento.

Marcadores

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

terça-feira, 14 de março de 2017

Ficha Técnica - Catedral de Brasília

Hoje - 14/03/2017 - iniciarei uma nova linha de publicações, que será intitulada como "Ficha Técnica", onde o objetivo será apresentar informações sobre obras importantes ou curiosas. Quem conter material e desejar compartilhar, sobre alguma obra, favor me envie, seja da publicação presente, ou como sugestão para publicação futura.

Será iniciado em uma obra que tive a oportunidade de conhecer pessoalmente, em uma rápida passagem por Brasília em setembro de 2016, que é a Catedral de Brasília.

Imagem: Croqui (archdaily.com.br)


Ficha Técnica

Área: 2800 m²
Número de pavimentos: 1
Projeto: Arq. Oscar Niemeyer
Cálculo Estrutural: Eng. Civil Joaquim Maria Moreira Cardozo
Estrutura: A estrutura dos Catedral foram executados em concreto armado. A estrutura do espelho d'água que circunda a Catedral é de concreto protendido.
Fundações: Tubulões escavados a céu aberto com diâmetro de 0,70m e profundidade de, aproximadamente, 28,00 m, com as bases alargadas. Com 16 blocos ligados através de cintamento, apoiados em 16 grupos de tubulões.
Resistência de projeto (fck): 21,0Mpa (28 dias)
Inicio da Obra: 12 de setembro de 1958
Inauguração: 31 de maio de 1970

A construção da Catedral de Brasília pode ser dividida em pelo menos duas fases:
  • Uma, rápida (1958-1960), em que foi erguida a estrutura de concreto armado;
  • Outra, de quase uma década, durante o curto governo Jânio Quadros (1961) até a conclusão do vitral interno. A demora deu-se devido ao governo militar em exercício na época, concluir que obra não poderia beneficiar uma religião apenas, o que levou os militares entregar a estrutura inacabada à Igreja Católica Apostólica Romana, que custeou a finalização da obra.


Imagem: Estrutura da Catedral de Brasília [1]

Imagem: Wikipédia.org

A Catedral Metropolitana de Nossa Senhora Aparecida, popularmente conhecida como Catedral de Brasília, faz parte do conjunto inicial de edifícios que compõem o Eixo Monumental da capital brasileira. Teve sua estrutura pronta em 1960, onde apareciam somente a área circular de setenta metros de diâmetro, da qual se elevam dezesseis colunas de concreto (pilares de secção parabólica) num formato hiperboloide, que pesam noventa toneladas. A estrutura da igreja é feita com 16 colunas curvas, simetricamente opostas, que formam um diâmetro de 70 e altura de 40 metros. 
Nos blocos de fundação nascem 16 pilares, um em cada bloco, que suportam o anel de onde saem as 16 colunas que marcam a estrutura da Catedral de Brasília. O anel de tração está separado dos pilares da infraestrutura por placas de neoprene (50cm x 50cm x 2.5cm). A função deste anel de tração é a de absorver os esforços horizontais transmitidos pelas 16 colunas. 
Imagem: Estrutura de escoramento dos pilares (Magalhães, 2001) [1]

O neoprene impede que qualquer movimento horizontal do anel de tração seja transmitido para os pilares da infra-estrutura. As colunas emergem do anel de tração, maciças e delicadas, armadas com 70 vergalhões CA-50 de uma polegada. Em seguida, as suas dimensões vão aumentando e o cálculo estrutural criou caixões perdidos, que evitam o aumento exagerado do peso da peça, mantendo as dimensões estabelecidas pelo arquiteto e a estabilidade da construção [1]. 
As 16 colunas, ao mesmo  tempo em que ganham altura, se aproximam e depois de se tocarem voltam a subir, afastando-se uma das outras, novamente maciças. Nos pontos em que se tocam, as colunas se apoiam em um anel que trabalha à compressão e impede que elas se fechem [1]. 

                                                      Imagem: Archdaily.com.br/

Imagem: Catedral.org.br

Imagem: Archdaily.com.br/

                                                          Imagem: Archdaily.com.br/
     Imagem: Archdaily.com.br/

     Imagem: Archdaily.com.br/


Direitos Autorais:

Copyright © Aldo Werle. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.aldowerle.blogspot.com



Fontes:
http://catedral.org.br (Acessado em; 14/03/2017)
http://www.archdaily.com.br/br/01-14553/classicos-da-arquitetura-catedral-de-brasilia-oscar-niemeyer (Acessado em; 14/03/2017)
http://www.portaldoconcreto.com.br/cimento/concreto/catedral.html (Acessado em; 14/03/2017)
https://pt.wikipedia.org/wiki/Catedral_Metropolitana_de_Bras%C3%ADlia (Acessado em; 14/03/2017)
[1] Pessoa, Diogo Fagundes, Clímaco, João Carlos Teatini de S. Catedral de Brasília: Histórico de Projeto/Execução e Análise da Estrutura. Disponível em: http://www.eniopadilha.com.br/arquivos/CatedraldeBrasilia.pdf  – Acessado em:  14/03/2017.

0 comentários :

Postar um comentário

Os comentários estão sujeitos à aprovação.